Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Hoje é dia de... Miklos Fehér

por Radiografia Desportiva, em 25.01.16

Na crónica da Radiografia Desportiva "hoje é dia de..." o tema é sobre Miklos Fehér.

Faz hoje 12 anos que a tragédia aconteceu. No jogo entre o Vitória Sport Clube e Sport Lisboa e Benfica, uma paragem cardio-respiratória tirou a vida ao jogador húngaro de apenas 24 anos. As equipas médicas ainda fizeram tudo o que lhes estava ao alcance (nomeadamente manobras de reanimação) ainda no relvado e o atleta foi levado para o hospital, mas não conseguiu sobreviver.

 

MIKI.jpg

 

12 anos depois as memórias e as saudades permanecem vivas. O seu sorriso ficou eternizado em estátua.

 

miklos-feher.png

 

Como se sabe, os atletas são avaliados de forma muito rigorosa (principalmente nas equipas profissionais e atletas de alta competição), mas infelizmente casos como este ainda acontecem e é necessário a obrigatoriedade de exames de diagnóstico em formação e desporto amador.

A história clínica de cada jogador é fundamental para o conhecimento da sintomatologia de cada um e permite extrair dela o conhecimento global da situação clínica. O exame objetivo/físico, é um método de excelente especificidade para diferentes patologias cardíacas e auxilia a fazer um diagnóstico e a orientar o pedido subsequente de exames.

 

Relativamente à utilização de exames complementares de diagnótisco, a sua necessidade é sempre avaliada pela equipa médica e é imprescendível para saber se os atletas estão aptos a realizar atividade desportiva.

 

Há inúmeros meios complementares de diagnóstico em cardiologia, tais como:

- Electrocardiograma

- Ecocardiografia

- Provas de esforço cardio-respiratórias

- Registo de ECG dinâmico de 24 - 48 horas (Holter).

- Teste de tilt ou de inclinação em mesa basculante.

- Monitorização ambulatória da pressão arterial (MAPA).

- Angio TAC coronário (avaliação da anatomia coronária e as suas possíveis anomalias).

- Ressonância magnética cardíaca.

 

Por outro lado, todos os profissionais devem ter o curso de Suporte Básico de Vida e Desfibrilhador Automático Externo (DAE). Faz parte das competências necessárias para aumentar a capacidade de salvar uma vida.

 

Documento do INEM sobre Suporte Básico de Vida 

 

600.jpg

 "Nasceste a chorar e toda a gente sorriu. Morreste a sorrir e toda a gente chorou".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:36



Mais sobre mim

foto do autor


Facebook


Endereço eletrónico

radiografiadesportiva@gmail.com

Calendário

Janeiro 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Pesquisar

  Pesquisar no Blog